Quando o assunto é produtividade nas indústrias, uma coisa é certa: não depende somente de um fator. Afinal, não só os colaboradores do chão de fábrica que mantêm a prática industrial de pé, mas também os equipamentos e processos.

Sendo assim, para manter a competitividade do mercado, é comum que as indústrias procurem por metodologias de gestão para alcançarem seus objetivos e traçar estratégias coerentes para otimizar a rotina de trabalho e aumentar a eficiência da produção, sem esquecer do desempenho dos equipamentos.

Neste sentido, as metodologias atuam muito mais do que na otimização de tempo para se produzir mais, mas sim como uma ferramenta que auxilia a minimizar custos diretos e indiretos e manter a melhoria contínua. 

Mas, você sabe o que são metodologias de gestão e como elas se encaixam no setor industrial? Neste post explicaremos tudo que você precisa saber sobre elas e como aplicar os métodos na indústria.

Vem com a gente!

O que são metodologias de gestão?

Começaremos pelo começo: as metodologias de gestão, nada mais são do que estratégias administrativas que são previamente estruturadas para auxiliar qualquer empresa -neste caso, indústrias- a maximizar seus resultados.

A premissa dessa estratégia é mapear tudo que é preciso para manter uma empresa funcionando com mais eficiência para alcançar seus objetivos, auxiliando também nos planos de ação para correção das anomalias nas operações.

Neste sentido, podemos dizer que as metodologias de gestão irão nortear as rotinas de trabalho dentro da indústria, em todos os níveis: operacionais, tático e institucional. 

Para te explicar melhor, elencamos alguns pilares dessas metodologias:

  • planejamento: determinação de objetivos e metas para o futuro;
  • controle: verificação e análise das medidas tomadas;
  • organização: determinar as responsabilidades e destinar recursos (que estão alinhados aos objetivos);
  • orientação: detalhamento da execução das tarefas para orientar profissionais.

 

Sendo assim, esses tipos de medidas para a gestão de indústria significam muito mais do que ações isoladas, mas sim, métodos que são usados continuamente, por um longo período de tempo. 

Dessa maneira, as metodologias de gestão na indústria são de extrema importância para que a corporação consiga sistematizar os objetivos e suas estratégias e, consequentemente, colocá-los em prática. Assim, a indústria pode alcançar níveis de produção mais elevados.

Afinal, a realidade da indústria é baseada em estruturas altamente complexas e as atividades no setor são influenciadas por inúmeros fatores que envolvem desde as regulamentações, fornecedores e clientes até os concorrentes e cenário político-econômico. Neste sentido, as metodologias de gestão auxiliam tudo aquilo que está ao controle da organização e auxiliam na estabilização das operações.

E como isso impacta na rentabilidade da indústria? Bom, para que o lucro seja obtido é necessário ter os departamentos funcionando perfeitamente e mantidos sob controle -até porque, existe a instabilidade dos fatores supracitados. E, quando citamos os departamentos, são todos mesmo. 

Seja a produção, o marketing, o setor de recursos humanos, financeiro ou comercial, por exemplo. Cuidar desses pilares é garantir um bom desempenho da indústria e maximizar a qualidade dos produtos.

Neste sentido, as metodologias atuam também para minimizar o tempo e custo dessa produção de qualidade, otimizando os lucros e mantendo a competitividade.

Essa produtividade toda tem um papel muito importante para toda operação e de qualquer segmento, mas para a indústria, ter estratégias que garantam a maximização dela vai influenciar diretamente no lucro.

Por isso, elencamos como as equipes podem ser mais produtivas através das metodologias de gestão. 

Como as metodologias ajudam a indústria a maximizar a produtividade.

Como você pôde notar, as metodologias de gestão são uma estratégia de otimizar as entregas e agilizar o processo, fazendo com que haja um fracionamento de entregas, em ciclos reduzidos, para o cliente final.

Com isso, é possível corrigir gargalos de maneira rápida, além de revisar os planejamentos já feitos para obter lições aprendidas e novos planos de ação.

A gestão integrada que essa ferramenta proporciona, faz com que todos os processos tornem-se ágeis pois apresenta uma abordagem de negócio que alinha todas as frentes da indústria em busca de um objetivo em comum.

Esse é um outro ponto das metodologias: o engajamento das suas equipes. Quando o trabalho é feito com uma visão sistêmica do que é sucesso para a corporação, tudo se alinha para trabalhar como engrenagens em uma máquina: em perfeita sintonia.

Utilizar essa ferramenta é viabilizar a colaboração entre seus funcionários, incentivar o trabalho em equipe e aumentar a inteligência coletiva. E, já sabemos onde isso nos leva: indústria muito mais produtiva.

Dessa forma, cumprem-se os objetivos da indústria com efetividade, assim como as demandas dos clientes.

Agora que você já sabe a influência dessas metodologias, é o momento correto de te informar quais ferramentas são ideais para a gestão da indústria.

Metodologias de gestão: quais aplicar na indústria?

Existem uma infinidade de metodologias para se utilizar nos negócios, entretanto, algumas são adequadas para a indústria e visam tipos diferentes de práticas e regras. 

Lembre-se: a metodologia aplicada depende do projeto que você quer realizar. Por isso, tenha mapeado as suas expectativas e entenda mais sobre a proposta e princípios das metodologias que você encontrar.

Para te ajudar nessa tarefa, selecionamos as principais ferramentas para seu segmento.

  • Kaizen 

Focado em melhoria contínua, o foco deste método são as mudanças diárias para conseguir melhorias significativas a longo prazo. Neste sentido, não é indicado que você estabeleça metas muito altas e a em um curto período de tempo.

Além disso, é essencial que você entenda que esses objetivos a longo prazo propostos pelo Kaizen, acontecem pela minimização de desperdícios, o tempo é um deles. 

Neste caso, sua operação dispensaria processos de trabalho mais complexos, por exemplo.

Dentre as vantagens dessa metodologia de gestão, a mais significativa é a consistência. Afinal, é trilhado um caminho com objetivos tangíveis que, a propósito, são propostos pela própria equipe, sem interferências externas.

  • 5s

A metodologia 5s é fundamentada através de 5 palavras japonesas (seiri, seiton, seiso, seiketsu e shitsuke), com as respectivas traduções: utilização, arrumação, limpeza, higiene e disciplina.

A metodologia do 5s na indústria, fica mais fácil remover do trabalho as ferramentas que estão sobrando e já são tidas como desnecessárias nos processos da produção. 

Com o 5s, há espaços específicos para que os equipamentos sejam organizados e limpos, aumentando a durabilidade e fortalecendo manutenções preventivas dentro da indústria.

Outro ponto importante, é que este método serve de base para melhoria contínua, já que está sempre em busca de otimizações para o negócio.

  • Ciclo PDCA

Essa ferramenta é baseada em apenas 4 etapas: plan, do, check, act. Que têm, respectivamente, as seguintes traduções: planejamento, fazer, checar e agir.

O Ciclo PDCA auxilia as indústrias a desempenharem o propósito de qualquer metodologia de gestão: alcançar seus objetivos. Por isso, tudo começa por ele, a definição de sucesso para operação.

Depois de ter seus objetivos mapeados, é hora de fazer acontecer. E após esse passo, vem o grande trunfo do PDCA: a fase de checagem.

Com o “check” é possível mensurar o resultado das tarefas, sendo assim, é aqui que as corporações conseguem se basear em dados concretos para otimizar sua gestão e entender de perto como a operação está seguindo. 

Nessa fase, é possível identificar as falhas e problemas existentes durante todo o processo, para assim, ajustá-las posteriormente.

Por esse motivo, a última fase, chamada de ação, também pode servir como ajuste, pois a partir dos resultados obtidos na checagem, tiram-se planos de ação focados na resolução de problemas. 

Outro diferencial do PDCA, é seu método no estilo iterativo, isto é, a cada repetição do processo, os resultados obtidos são utilizados na vezes seguintes, de forma cumulativa.

Reforçando assim, a melhoria contínua dentro das indústrias.

  • Kanban 

O Kanban é uma metodologia que atua na visualização das tarefas, auxiliando equipes a acompanhar de maneira simplificada qual o andamento da produção. 

Neste sentido, o Kanban se baseia na agilidade e na redução do processo de trabalho, permitindo que os colaboradores acompanhem em tempo real o status das tarefas e melhorando os processos que são colaborativos.

Para isso acontecer, o Kanban é composto por fases de execução das tarefas que são definidos pelas equipes, como por exemplo: ‘em andamento’, ‘concluída’ ou ‘atrasada’ e pode ser visualizada por todos.

Essa plataforma que o kanban será alocado é composta por cards com especificações da tarefa e deve ser disponibilizada para todos os colaboradores envolvidos.

Por se tratar de plataformas digitais, essa metodologia é uma escolha feita pela maior parte das indústrias modernas e que amam a tecnologia. Mas, lembre-se: existem opções de aplicação digital para as demais metodologias de gestão apresentadas.

  • Lean

Lean, em português, significa “enxuto” e isso quer dizer muito sobre essa metodologia. Afinal, ela é fundamentada na vantagem competitiva de executar tarefas e processos apenas com a utilização do que é considerado fundamental.

Neste sentido, o Lean reduz desperdícios e, consequentemente, maximiza a produtividade da indústria, visto que, a operação se concentra apenas em atividades agregadoras. 

Para gerar resultados efetivos e aumentar a eficiência das equipes, reduzindo energia, tempo e espaço, sem afetar a qualidade do que é produzido, o Lean se baseia em 3 conceitos:

  • Melhoria contínua
  • Entrega de valor sobre a perspectiva do consumidor
  • Eliminação de desperdícios.

Esses pilares, juntos, são os principais focos da gestão Lean e garante produtos e serviços de qualidade dentro de uma produção enxuta e rápida.

Como a Dayway aplica as metodologias de gestão na indústria?

A Dayway é uma solução digital que conecta colaboradores, gestores e empresas, através do gerenciamento de rotinas e checklist de processos.

Somos uma solução digital que une tecnologia e os 40 anos de experiência da maior consultoria de Gestão da América Latina, a Falconi, para facilitar o gerenciamento de rotina de empresas de todo porte e segmento, a fim de otimizar ainda mais os resultados.

Nós aplicamos todas as metodologias de gestão, de maneira simplificada, por meio de um aplicativo intuitivo e acessível, permitindo a criação de checklists personalizados, com coleta e análise de dados para gerar tomadas de decisões cada vez mais assertivas através do nosso plano de ação, apresentado como um Kanban.

Geramos ainda mais produtividade para a rotina dos seus colaboradores, além de ser a ferramenta perfeita para promover melhoria contínua dentro da sua indústria.

Quer saber mais? Entre em contato com nossa equipe!

Conteúdos recomendados

  • app checklist
    Continue lendo
  • Padronização de processos
    Continue lendo
  • Conheça o Lean Manufacturing
    Continue lendo