Saber identificar os problemas nos processos de compra e venda é fundamental quando o assunto é gestão do varejo, afinal, garantir o gerenciamento dessas áreas impacta diretamente no sucesso da empresa como um todo. 

A falta de controle pode resultar em falhas e prejuízos, além de contribuir para a dificuldade de corrigi-las, ocasionando altos índices de perda nos estoques e atrasos nas entregas, o que prejudica a competitividade do negócio. 

Afinal, fatores como o estoque e entregas impactam diretamente na imagem que o consumidor tem do seu negócio de varejo e abala a confiança dos clientes -até mesmo os mais fiéis- e, consequentemente, dificulta o faturamento. 

E, para além das questões de falta de gerenciamento de processos, um dos principais motivadores das falhas da gestão é cumpri-la com excelência mesmo à distância. 

Entretanto, para a gestão do varejo, existem ferramentas, estratégias e tecnologias que auxiliam os gestores a estarem em todos os lugares ao mesmo tempo.  

Quer saber quais são elas e como conter as falhas através desses recursos? Leia o artigo completo e conheça 4 passos para reduzir e resolver problemas no varejo.

Planejamento estratégico na gestão do varejo 

Uma das ferramentas mais eficazes para qualquer gestão, seja no setor de varejo ou não, é o planejamento estratégico. Esse termo é utilizado para se referir a todo processo de criação e execução de estratégias que visam alcançar os objetivos de uma empresa. 

Desde a definição dos indicadores de desempenho, das metas e até a tomada de decisão, o planejamento estratégico refere-se a todas as ações levantadas para atingir o sucesso empresarial. 

Por definição, a gestão de varejo reúne um conjunto de técnicas que envolvem o monitoramento dos recursos que vão desde os financeiros até o de pessoas do comércio varejista. 

De maneira estratégica, este conjunto de práticas são implementados para analisar, planejar e monitorar os processos para garantir mais organização, contendo falhas e investindo em melhores resultados para o negócio. 

Neste sentido, o planejamento estratégico é de grande valia para que o gerenciamento do varejo seja feito de forma mais assertiva, afinal, qualquer processo produtivo é formado por etapas interligadas e ter uma visão sistêmica é essencial para o funcionamento. 

No caso do mercado varejista, a gestão do estoque é extremamente importante e precisa estar ligada aos processos de compra e venda para que o cliente final seja impactado de forma positiva.  

A estratégia bem elaborada é o que faz com que todos os pontos dessa cadeia de produção trabalhem de maneira automatizada, reduzindo a necessidade de alinhamentos constantes sobre as diretrizes para o trabalho.  

Ou seja, economizamos algo essencial com essa prática: o tempo. 

Para que isso seja possível, a gestão precisa mapear todos os processos e as relações que existem entre eles. Isso é planejamento estratégico. Além disso, a avaliação da eficácia de cada um trará insights sobre os gargalos que limitam a capacidade da operação de alcançar os resultados esperados. 

Depois de obter a visualização completa dos pontos que são problemáticos, o planejamento estratégico no varejo permite que a gestão elabore planos de ação para correção das anomalias e otimização dos processos internos. 

Claro que, esse passo exige muito trabalho das equipes, mas uma das opções é contar com ferramentas que possibilitem a análise detalhada do desempenho, e assim, facilitando a criação de soluções criativas. 

Com uma visão ampla através das ferramentas que geram análises detalhadas, é mais fácil colocar em prática os planos de ação e ter esforços mais assertivos.  

Essas mesmas ferramentas podem auxiliar no monitoramento de tarefas quando chegar a hora de colocar as atividades para execução, visto que elas conseguem acompanhar os resultados de cada tarefa. 

Lembre-se: quanto mais agilidade na avaliação de desempenho, maiores as chances do seu negócio reagir perante as inconformidades apresentadas, mesmo que seja à distância.  

Padronize processos no seu estoque 

O tempo é muito valioso para qualquer operação, como foi supracitado, o planejamento estratégico dentro do varejo propõe a automatização de algumas tarefas, facilitando a execução e aumentando a produtividade. 

Mas, para além da produtividade, padronizar algumas tarefas e processos no setor de varejo vai muito além, pois impacta diretamente na qualidade dos serviços prestados. 

Neste sentido, a padronização de processos dentro do estoque já se tornou essencial para esse setor. Com esse recurso, é possível garantir o registro correto sobre a disponibilidade dos itens, além de saber tudo que entra ou sai do estoque. 

Com ajuda de software, por exemplo, os gestores do varejo conseguem manter até o controle dos níveis de estoque em tempo real, transmitindo informações para os departamentos com mais precisão e rapidez. 

Outro ponto importante da padronização, é a organização do estoque. Afinal, é de extrema importância que os itens de maior rotatividade sejam mais acessíveis para retirada e transporte, a fim de evitar desperdícios de tempo.  

Neste sentido, é possível utilizar códigos padronizados para localizar as mercadorias, facilitando uma rotina muito mais produtiva. Além disso, esses mesmos recursos podem ser usados para registrar nos sistemas as características de cada produto. 

E como isso impacta o varejo? Com este controle, a consulta dos demais setores sobre os produtos em estoque será muito mais simples, auxiliando na prevenção de erros.  

Todos esses fatores, quando trabalham de forma integrada, trazem insights essenciais sobre o fluxo de vendas, afinal, a partir deste ponto é possível verificar com dados reais quais são os níveis de demanda dos produtos e quais sofrem com a sazonalidade. 

Neste sentido, esses dados aprimoram ainda mais o desempenho do setor de compras, por exemplo, como veremos logo a frente!  

Aprimore os processos de compras  

O setor de compras é um dos mais difíceis de gerenciar, além de ser um dos aspectos mais significativos para empresas do varejo. A compra de produtos demais pode resultar em gastos desnecessários com estoque e a compra muito contida também faz com que a corporação perca oportunidades de venda. 

Nos dois casos, os lucros são fortemente impactados. Por isso, a importância de aprimorar os processos no setor de compras.  

Entretanto, o ponto mais importante novamente é ela: a integração. Quando há uma visão sistêmica do setor de compras e estoque, por exemplo, é possível reduzir esses problemas. 

Os softwares de gestão são uma das alternativas para controlá-los em tempo real e facilitar o processo de integração. 

Outro fator importante a ser aperfeiçoado é a escolha de fornecedores. Os responsáveis por fazer cotações e negociar com fabricantes precisam ser bem-preparados e produtivos, por isso, é essencial que se facilite o acesso às informações necessárias.  

Por isso, utilize com sabedoria as novas ferramentas que integram e armazenam dados, isso será importante para a equipe. O resultado disso é mais agilidade para mapear as melhores oportunidades para o negócio. 

Neste caso, existem consequências ainda maiores, afinal, com uma ampla capacidade de negociar com fornecedores é possível reduzir custos e aumentar a vantagem competitiva da sua empresa. 

Como? Com maior rentabilidade a possibilidade de ter maior flexibilidade na oferta de preços para seu consumidor final é muito maior! 

Invista em tecnologia para gestão do varejo 

As duas dicas acima têm algo em comum: a tecnologia como otimizadora dos resultados. 

Afinal, o bom uso das tecnologias disponíveis no mercado é o ponto essencial para integrar os processos e tornar o fluxo de trabalho muito mais eficiente. O uso de softwares para gestão do varejo possibilita o gerenciamento de uma grande quantidade de informações. 

O resultado disso é a possibilidade de ir além implementando melhoria contínua nos departamentos para reduzir a atuação direta de gestores para correção de erros. 

Outra vantagem é o desempenho organizacional, que com certeza é otimizado, visto que a operação se torna muito mais organizada. Além disso, para a gestão, é possível monitorar esse desempenho de qualquer lugar.  

Ao longo do artigo, vimos a importância de integrar uma empresa para que a engrenagem funcione perfeitamente. Por isso, a tecnologia pode ser um fator determinante para promover a conexão entre os departamentos e melhorar os resultados continuamente. 

Como a Dayway pode ajudar na gestão do varejo? 

Somos uma solução digital que une tecnologia e os 40 anos de experiência da maior consultoria de Gestão da América Latina, a Falconi, para facilitar o gerenciamento de rotina de empresas de todo porte e segmento, a fim de otimizar ainda mais os resultados. 

Nós aplicamos todas as metodologias de gestão, de maneira simplificada, por meio de um aplicativo intuitivo e acessível, permitindo a criação de checklists personalizados, com coleta e análise de dados para gerar tomadas de decisões cada vez mais assertivas através do nosso plano de ação. 

Geramos ainda mais produtividade para a rotina dos seus colaboradores, além de ser a ferramenta perfeita para promover melhoria contínua dentro do varejo.  

Quer saber mais? Agende uma demonstração com a nossa equipe!

Conteúdos recomendados

  • app checklist
    Continue lendo
  • Padronização de processos
    Continue lendo
  • Conheça o Lean Manufacturing
    Continue lendo