O setor de qualidade é responsável por inúmeras tarefas que impactam diretamente no sucesso de uma corporação, dentre elas, estão: estabelecer os padrões de produção, corrigir as falhas da operação e também checar o que é realizado. 

Dessa forma, para quem já conhece o Ciclo PDCA, deve ter notado que essa pode ser uma ferramenta poderosa para facilitar o trabalho neste setor só de ler algumas das atividades realizadas.

Isso porque, essa metodologia é a base da melhoria contínua, atuando de maneira estratégica e simplificada para reduzir erros operacionais. Mas, quais são os passos a serem seguidos para implementar essa metodologia? 

Vem com a gente que nós explicamos como o Ciclo PDCA pode ser utilizado no setor de qualidade!

As 4 etapas do Ciclo PDCA

Antes de mais nada, é importante que você entenda as etapas deste ciclo para poder relacionar com as tarefas do setor de Qualidade.

Afinal, as 4 etapas do Ciclo PDCA são ideais para identificar problemas e implementar soluções dentro de qualquer gestão – não restringindo-se somente a este setor. 

Afinal, essa metodologia é simplificada, pois atua em cima de 4 etapas: Plan, Do, Check e Act. 

O primeiro passo, de planejamento, envolve a identificação dos problemas dentro da operação, assim como o desenvolvimento de um plano para resolvê-lo. Já a próxima etapa, a do fazer, envolve a implementação desse plano de ação: é hora de colocar a mão na massa.

A terceira etapa, de checagem, trata-se do monitoramento dos resultados da implementação, para garantir que os resultados estabelecidos previamente sejam alcançados.

O último passo, o da ação, envolve a tomada das medidas corretivas, evitando também que o problema volte a acontecer no futuro, ou ao menos, que as soluções possíveis estejam mapeadas.

Por esse motivo, o Ciclo PDCA pode ser a ferramenta ideal para melhor o controle de qualidade, por exemplo, pois atua diretamente na identificação de problemas com produtos e serviços, garantindo a implementação de soluções para corrigir esses problemas. 

Reduzindo assim, os riscos de qualidade, pois identifica anomalias potenciais antes que elas aconteçam, tomando medidas preventivas e não apenas corretivas.

Ciclo PDCA: implementação no setor de qualidade.

Toda implementação de novas metodologias trazem novos desafios para os gestores e demais colaboradores. Quando o assunto é implementação do Ciclo PDCA, o primeiro passo é deixar sua equipe bastante engajada, afinal, ao entender os objetivos da ferramenta é que a utilização fica mais fácil. 

Mas, no caso do setor de qualidade – onde muitas tarefas e responsabilidades são envolvidas- é preciso fazer mais do que adotar boas práticas de implementação com a sua equipe.

Neste sentido, torna-se essencial, primeiramente, identificar as tarefas que são passíveis da aplicação do PDCA. E, para te explicar como fazer essa análise, nada melhor do que exemplificar. Vamos lá:

No primeiro exemplo de utilização da metodologia, uma empresa está percebendo um alto índice de defeitos em um de seus produtos. 

O primeiro passo para usar o PDCA para melhorar o controle de qualidade seria planejar como resolver o problema. Isso pode envolver a realização de análise de causa raiz para identificar as causas raiz dos defeitos.

Uma vez identificadas as causas-raiz, o próximo passo seria estabelecer um plano para resolvê-las. Isso pode envolver a alteração da maneira como o produto é fabricado ou testes de defeitos mais rigorosos.

Depois de implementar essas alterações, é importante verificar novamente e ver se elas estão surtindo o efeito desejado. Caso contrário, podem ser necessários ajustes adicionais. 

Mas, se forem bem-sucedidas, essas mudanças poderão ser codificadas nos procedimentos de controle de qualidade da empresa daqui para frente. Conseguiu identificar as fases da metodologia PDCA? Tenho certeza que mais uma exemplificação vai te ajudar!

Neste outro exemplo de implementação do ciclo PDCA, são em iniciativas de garantia e melhoria de qualidade porque fornece uma abordagem estruturada para implementar mudanças e avaliar sua eficácia. 

O uso do ciclo PDCA pode ajudar as organizações a documentar seus processos e acompanhar o progresso ao longo do tempo, o que é essencial para a melhoria contínua da qualidade. Além de, é claro, atuar na identificação sistemática de problemas e implementação de soluções.

Em muitos casos, os riscos de qualidade podem ser efetivamente reduzidos seguindo o ciclo PDCA. 

Por exemplo, se uma organização deseja reduzir o risco de envio de produtos defeituosos aos clientes, ela pode usar o ciclo PDCA para implementar novos procedimentos de controle de qualidade. 

Da mesma forma, se a corporação deseja reduzir o risco de reclamações de clientes sobre a qualidade do serviço, ela pode usar o ciclo PDCA para implementar novos procedimentos de garantia de qualidade. 

Ao primeiro identificar as causas potenciais das reclamações dos clientes, em seguida, implementar contramedidas para lidar com essas causas, testar a eficácia das contramedidas e, finalmente, implementar as mudanças de forma permanente.

Em poucos passos, a organização pode reduzir significativamente a insatisfação do cliente e melhorar a qualidade geral deste serviço.

Como a Dayway utiliza o PDCA?

A Dayway é uma solução digital que une tecnologia e os 40 anos de experiência da maior consultoria de Gestão da América Latina, a Falconi, para facilitar o gerenciamento de rotina de empresas de todo porte e segmento.

Nós aplicamos o PDCA de maneira simplificada, por meio de um aplicativo intuitivo e acessível, permitindo a criação de checklists personalizados, com coleta e análise de dados para gerar tomadas de decisões cada vez mais assertivas.

Nosso aplicativo segue as diretrizes do PDCA para gerar ainda mais produtividade para a rotina dos seus colaboradores, além de ser a ferramenta perfeita para promover melhoria contínua dentro da sua corporação.

Quer saber mais? Entre em contato com nossa equipe!

Conteúdos recomendados

  • app checklist
    Continue lendo
  • Padronização de processos
    Continue lendo
  • Conheça o Lean Manufacturing
    Continue lendo